segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

História de Natal

Era uma vez, um menino chamado Daniel. O Daniel era maroto, reguila, tagarela e às vezes era engenhocas. Uma vez, o Daniel viu pela janela, qualquer coisa a esvoaçar pelo céu estrelado e cintilante...Era o Pai Natal!!! Finalmente, o Daniel conseguiu ver o Pai Natal. Ora, este excitado, correu escadas a baixo, e foi ver o que ali se tinha passado. Quando lá chegou ouviu alguém a gritar: _ Ó meu Deus! Deus me livre! O meu delicado e velho trenó!..._Disse tristemente o Pai Natal. _Quem falou?! _Perguntou o Daniel admirado. _Fui eu..._Disse Pai Natal curioso. _Quem és tu? _Perguntou o Daniel. _Então não é óbvio?! Sou o Pai Natal!!! _Respondeu o Pai Natal. _Ah! OK. Entra! _Disse o Daniel. _OK! Já vou! _Respondeu o Pai Natal, despedindo-se das renas e do trenó. Mais tarde, já estava lá o Pai Natal a beber chocolate quente, quando o Daniel perguntou: _ Oh Sr. Pai Natal, porque é que você saiu tão disparado do céu? _ Bom... foi assim: choquei contra uma árvore e despenhei-me... _ Então e o que causou esse acidente? _ Perguntou o Daniel. _ Ah... ia distraído com o meu telemóvel novo... e choquei. _ Pois é Sr. Pai Natal... nunca ouviu dizer que é proibido estar ao telemóvel enquanto se conduz?! _ Sim... mas a minha mulher estava a dizer-me que eu tinha de estar em casa às 10h da noite... _ Hum... será que o Pai Natal não está a esconder nada?!... _ Sabes, hoje é noite de Natal e a minha netinha está em minha casa... e tenho muitas saudades!... E até lá chegar tenho muitos presentes importantes para distribuir... amor, carinho e ternura por todo o mundo!!! _ Ok Sr. Pai Natal, eu compreendo! Pode ir... e acabei de ter uma ideia!!! Precisa de um ajudante?... _ Claro que preciso!!!... O mundo inteiro é 1 000 000 de Km para percorrer!!!... E quase me esquecia... ainda tenho de arranjar o meu velho e delicado trenó. _ Sr. Pai Natal, vamos à minha garagem! Tenho lá uma máquina que inventei... ela constrói tudo o que está nos planos que lhe dou. _ Fantástico Daniel!!! Vou já buscar o plano do meu trenó! Desceram os dois até à garagem e deixaram a máquina funcionar. Passado meia hora, o trenó estava construído. O Pai Natal subiu para o trenó e disse ao Daniel: _ Anda, sobe! Aposto que vais gostar de voar com o Pai Natal!!!

1 comentário:

  1. Eu não iria voar com um condutor ao telemóvel e habituado a conduzir RENAS!

    ResponderEliminar